Páginas

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Desabafo E, Um Pouco De Drama


Há tempos que eu desejo 
Sair um pouco daqui.  
Guiar-me no obscuro 
Buraco que há em mim.

E lá, quem sabe assim 
Esquecer quem fui outrora.
Rogarei ao alto, ao céus. 
Que leve minh'alma embora.



Toda minha alma grita, não suporta mais esse inútil corpo. Cansou de tentar.

Todo dia é a mesma coisa, os momentos descontraídos são acompanhados por sorrisos dissimulados. Mas tudo continua intacto, inalterado.

É como estar a um passo de um precipício. Suas pernas esperando o momento exato em que finalmente seu corpo pese sobre elas, oscile e enfim, despenque para baixo, no lapso de um segundo.

As pessoas não se importam. Nunca se importarão. Estão ocupados demais com elas mesmas, com a busca diária de uma vida perfeita. É cada um por si.

Os sentimentos, cada palavra escrita, parecem estar numa eterna e desesperada bagunça. Calem-se os pensamentos. Eu preciso respirar para não cair... Chitom!! 

13 comentários:

  1. Muito bom o seu blog!

    http://se-encontrar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz, Breno. E agradeço suas palavras...

      Bj.

      Excluir
  3. Un blog lleno de magia y sensibilidad.T sigo.T invito a seguir mi blog.Saludos poéticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias, Juan. Estoy te siguiendo también. Tiene mucho encanto en su blog. Saludos poéticos.

      Excluir
  4. É arrumando bagunça que se acha muita coisa... rs

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou se perde tudo de uma vez, Elisa... rs

      Bjs.

      Excluir
  5. Renovar a alma, mudar, olhar também para si, tão quanto os outros só se veem.

    Porque eles realmente não se importam.

    Flores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, enquanto só eles não se importam. Pior é, quando a gente mesmo é quem já não se importa mais...

      Flores, Vanessa.

      Excluir
  6. De nada, Serena!
    Passo sempre por aqui, porque gosto e me indentifico com o que você escreve.
    E é por causa dessa indetificação que eu quero saber se você pode me dá seu email, para a gente manter contato e, quem sabe, fazer poemas e alguns textos juntos.
    Se puder, avisa-me!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe... nessemah@hotmail.com

      Mas já vou avisando que não estou à altura. Risos.

      Excluir
    2. Tenho certeza que ultrapassa o esperado. rs.
      Já vou lhe adicionar.

      Sim, quero lhe pedir outra coisa. Em parceria com uma professora de história, fizemos um blog de história. Gostaria de lhe pedir que nos visite e participe:

      singularidadesdahistoria.blogspot.com

      Até mais! Beijos!

      Excluir